Lobo Ártico


Nome Popular: Lobo Ártico
Nome científico: Canis Lupos Arctos
Onde vive: Tundra, nas ilhas do Ártico do Canadá e da costa leste e norte da Groenlândia
Tamanho: 1m a 1,5m
Peso: Em média 45 kg, mas adultos já chegaram a pesar 80 kg
Filhotes por gestação: Em média 2 a 3  filhotes, nascendo em média de 63 dias


Status Gerais:

















O Lobo Artico é um mamífero da família Canidae; ele habita o extremo norte do Canadá em meio ao gelo e ao frio do Circulo Polar Ártico, podem ter uma pelagem branca, mas são marrons ou cinzentos, tudo depende da época do ano, não obstante a idade do lobo pode ser estimada de acordo com a cor de seus pêlos, pois a medida que envelhecem, a sua tonalidade começa a clarear cada vez mais. Sua pelagem lhe permite se confundir com a neve e se defender do frio, pode farejar sua presa até 1,6Km de distância. O lobo fica imóvel e fareja o ar antes de sair para procurar sua presa e depois se esconde no gelo para a surpreende-la.


Os lobos árticos tendem a ser menores do que o lobo cinzento. Eles são normalmente 1-2 metros de comprimento, incluindo a cauda sendo que os machos são maiores que as fêmeas. A altura do ombro varia de 63-78 cm, sendo de tamanho inferior se comparado ao lobo comum. Embora muitas vezes a mais pesem de 45 kg, já foram observado em lobos adultos um peso equivalente à 80 kg.


A longevidade dos lobos árticos em seu ambiente natural normalmente varia de 7-10 anos, embora haja lobos que superaram as expectativas vivendo 18 anos em cativeiro. Uma boa curiosidade é que esses lobos geralmente possuem orelhas pequenas, o que ajuda a conservar o calor do corpo.

Eles viveram na América do Norte há mais de dois milhões de anos. Quando encontram um abrigo, eles formam  um casal para conseguir alimentos para suas crias. O lobo do Ártico é a unica sub espécie do lobo cinzento que ainda pode ser encontrada em toda a sua linha original, pois no seu habitat natural, raramente se encontram os seres humanos. Tal e qual como todos os lobos, eles caçam em matilha, suas presas se constituem principalmente em Alces, Bois-Almiscarado, mas também Lebres-árcticas, Focas do Árctico, Lagópodes-brancos e pequenos animais, como aves aquáticas. Para se alimentarem de roedores os lobos necessitam de captar o seu cheiro e encontrar a entrada das suas tocas para os predarem. Os lobos raramente atacam humanos. Devido à escassez  de plantas e portanto de suas presas, os lobos percorrem extensas áreas, chegam até percorrer 2600km quadrados e necessitam também de seguir as migrações dos alces durante o inverno. Eles não são grandes corredores então usam a resistência para capturar a presa.

O instinto de reprodução leva a jovens lobos cada vez mais longe da alcateia em  que nasceram, indo em busca de parceiros e territórios próprios. A dispersão ocorre em todas as épocas do ano, sendo que, normalmente são os lobos que atingiram a maturidade sexual na época de reprodução anterior que abandonam a alcateia primário. Durante a época de acasalamento, a reprodução faz com que os lobos sejam muito carinhosos antecipando-se da ovulação feminino. Em geral, a tensão nas alcateias cresce à medida em que cada lobo maduro sente-se impulsionado a lutar pela liderança a fim de poder se acasalar também. Em circunstâncias normais, uma matilha só pode criar uma ninhada por ano, de modo que o domínio dos lobos alfa são benéficos a longo prazo.

A mãe dá a luz de dois a três filhotes, acredita-se que o pequeno número de crias (se comparado com 4 ou 5 de Canis lupus lupus) é devido à escassez de presas no Ártico. Dão a luz em cerca de 63 dias. Os filhotes permanecem com a mãe por dois anos.
________________________________________________________________________________________________
Posted by Allan, Giovana

7 comentários:

Monka disse...

ficou muito legal me ajudou muito

Anônimo disse...

muito legal ajudo bastante

Lilian Bradshaw disse...

Muuuuuuuuito bom mesmo, disse exatamente o que eu queria saber. Parabéns.

Animal em Risco disse...

Muito obrigado Monka, Lilian Bradshaw e Anônimo (rsrs). Agradecemos muito os comentários colocados aqui. São pessoas como vocês que nos animam a continuar.

Sinceros agradecimentos de toda a Equipe do Blog Animal em Risco.

Animal em Risco
O Blog Selvagem!

HypnoS disse...

Eu amo MUITO esses animais então gosto de procurar informações sobre eles... Vocês me ajudaram muito! Obrigado.

Anônimo disse...

me ajudou muito tambem!:)

Giovanna Martins disse...

Muito obrigada, tinha que fazer um trabalho de ciêcias, e precisava dessas informações. Muito obrigada mesmo, tenho certeza que esse é o melhor site de busca sobre os animais!
Bjs, Giovanna Martins