Pinguim Imperador

Pinguim
Nome Popular: Pinguim Imperador
Nome científico: Aptenodytes forsteri
Onde vive: Essa espécie em especial vive no Polo Sul, principalmente nas regiões 66º a 77º de latitude
Tamanho: Os adultos tem cerca de 1,20m
Peso: Entre 35 a 40kg
Filhotes por gestação: Apenas um ovo por casal a cada gestação que dura cerca de dois meses para botar o ovo








Status Gerais

Estava ameaçado desde 1988 até 2000,
 mas desde 2004 já é considerado pouco preocupante




















O Pinguim Imperador vive no Ártico, em colônias com mais de centenas de indivíduos, sendo que é um dos poucos animais que não saem de lá no inverno. Ele é um excelente nadador, podendo atingir uma velocidade de 40km/h, mergulhando até 60m de profundidade, podendo prender a respiração por cerca de 20 minutos, fora conseguir, com um único salto, sair da água e ir par um bloco de gelo. Seu corpo é esguio, para diminuir o atrito da água, e suas asas se tornam como nadadeiras para que nadem eximiamente bem. Embora na água seja muito gracioso, não é a mesma coisa na terra, com passos pequenos e desajeitados, e as vezes pode deslizar na neve usando suas nadadeiras para dar direção.

O acasalamento ocorre, geralmente em maio ou no início de Junho, e depois de botar um ovo de 460 a 470g,  a fêmea o deixa aos cuidados do pai para chocá-lo enquanto sai para se alimentar. O macho o choca por cerca de 64 dias até a eclosão do ovo, permanecendo dois meses sem comer nada. Durante a passada do ovo de entre as patas de um para as do outro, o ovo escapar e cair no chão, ele é desprezado, pois ainda que seja apenas por alguns segundos a exposição do ovo, a temperatura que varia de -30º a -80ºC pode matar o embrião. Esses animais são fiéis ao parceira durante o período entre um acasalamento e outro, ou seja são monógamicos em série.

A primeira refeição da cria é dada pelo pai, é uma secreção da sua goela. Assim que a fêmea retorna, o macho pode se alimentar e descansar, enquanto a fêmea alimenta a cria com peixe regurgitado, não só ao seu filhote, mas aos de muitas outras fêmeas do enorme grupo de pinguins.

A cria nasce com as penas cinzas, sem muito brilho, para que possa absorver mais calor do ambiente até que consiga controlar a sua própria temperatura. Quando o tempo esquenta e eles chegam à idade adulta, as cores normais do Pinguim Imperador surgem: penas pretas sobre a cabeça até as costas e a parte dorsal das asas e cauda, penas brancas na parte ventral das asas e cauda e na barriga e detalhes em amarelo no pescoço. As penas pretas se tornam marrons de Novembro a Fevereiro, pouco antes de trocar todas as penas que ocorre em todos os anos por volta de Janeiro. Seu bico mede cerca de 8cm, sendo ele preto na parte de cima e laranja ou lilás na parte inferior.

Espera-se que 95,1% das crias sobrevivam, e com uma longevidade de aproximadamente de 19,9 anos.
A alimentação dos pinguins é composta por peixes, crustáceos e cefalópodes (polvos e lulas, por exemplo), variando a cada população de pinguins. Seus principais predadores são skuas, que atacam os ninhos, e no mar são focas e orcas, que comem tanto os filhotes quanto os adultos.

São animais mansos, simpáticos e curiosos, em geral; só agridem o homem quando se aproximam do local onde foram postos os ovos e onde os filhotes estão sendo criados.

Foto(s) retirada(s) do(s) site(s):

2 comentários:

dorabiju disse...

Parabéns, está aqui um exelente trabalho...
Adorei mesmo dar uma vista de olhos neste blog.
Mais uma vez muitos Parabéns.

Mundo Animal disse...

Gostei de olhar esse blog tambem! É muito importante passar mais informações sobre os animais, só assim conseguiremos ajudar cada vez mais!!